AES Tietê promove projeto inédito de monitoramento de lobos-guarás

Projeto realizado em parceria com a ONG Instituto Pró-Carnívoros e o CENAP, do ICMBio, já monitora três animais da região de São José do Rio Pardo.

A AES Tietê procura sempre promover a preservação do meio ambiente e da biodiversidade no interior paulista e, por isso, investe em programas que visam a tais objetivos. A exemplo do projeto “Pardas do Tietê”, que monitorou três onças por 13 meses nas proximidades de Promissão e obteve ótimos resultados, a empresa firmou uma nova parceria com a ONG Instituto Pró-Carnívoros e o CENAP (Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros que integra o ICMBio) para lançar o projeto “Lobos do Pardo”.

O novo projeto busca a conservação da biodiversidade por meio da preservação dos lobos-guarás, monitorando e estudando seus hábitos e habitat, descobrindo quais são as ameaças à sua população, quais locais utilizam para refúgio e como áreas de preservação das usinas podem servir à espécie. O projeto já capturou dois machos, um com idade estimada de 5 anos e o outro com 7 anos, e uma fêmea de cerca de 8 anos nas regiões próximas às usinas de Limoeiro e Euclides da Cunha. Ao capturar os animais, uma equipe de veterinários e biólogos realiza exames rápidos, checa a saúde dos lobos, coleta material biológico e coloca uma coleira de monitoramento GPS/Satélite neles. Posteriormente, os animais são soltos novamente em seu habitat e a equipe realiza o monitoramento por alguns meses por meio das câmeras fotográficas instaladas na área de estudo e pela localização dada pela coleira, estudando, assim, seus hábitos, por onde passaram, se ficaram estabelecidos em alguma região e outras informações relevantes.

Segundo Odemberg Veronez, coordenador de Condicionantes de Licenciamentos da AES Tietê, o projeto ajudará a manter a biodiversidade no interior de São Paulo. “Estudando os hábitos dos lobos-guarás, poderemos identificar o quanto a espécie está sofrendo interferência em seu habitat e pensar em alternativas para ajudar a preservar esses animais, sustentando todo o ecossistema em sua volta”, explica.

O monitoramento dos três indivíduos capturados já teve início e, em novembro, a equipe deve realizar uma nova campanha para a captura de mais lobos-guarás a serem monitorados.

A realização do projeto “Lobos do Pardo” é uma medida de compensação exigida pelo licenciamento ambiental federal, conduzido pelo Ibama.